Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Arrelia do Quico

Agora, o Quico, vive noutra Esfera, sem arrelias ... mas, por aqui, todos nós continuamos filhos do Sol e amigos do Quico

Agora, o Quico, vive noutra Esfera, sem arrelias ... mas, por aqui, todos nós continuamos filhos do Sol e amigos do Quico

A Arrelia do Quico




Na Rota de Apolo, como o Vexiloide de Alexandre Grande



Nat2005,28 166.jpg

Eras o gato mais lindo

Tu eras o mais lindo dos gatos. Eras o mais belo companheiro que qualquer pessoa gostaria de ter. Hoje tenho outro companheiro, amigo do coração. A tua Dona diz que foste tu que o enviaste para nós. Parece que o nosso amigo Ticas continua a querer ser tal como tu eras. Eu penso que foste tu e a deusa Bastet que o colocaram no nosso caminho. Ele já esteve no teu sítio e ficas a saber que esta figura de gato, merece, tal como tu mereceste, tudo o que come. Ele tem a mania que é macaquinho e só quer andar ao meu ombro. É uma beleza o nosso Pilantrinhas.


Podem ver aqui todos os Links dos meus Blogs. É só abrir e espreitar



O Lince Ibérico corre perigo de extinção


Podem ver aqui, o Índice dos Posts da Arrelia do Quico


04
Jan07

1ª Caminhada de 2007

Pilantras - o Quico morreu Quico, Ventor e Pilantras

Hoje o Ventor foi dar uma caminhada. A sua primeira caminhada de 2007.

Mas antes disso, passou pelos seus amigos cisnes para lhes desejar um bom ano de 2007. Ao chegar junto dos senhores do lago, verificou que os senhores Pingas, já tinham tomado o seu banho e estavam a fazer a toilette no meio das ervas.

 

 

O Sr. Pingas disse logo: «Olá, Ventor! Por onde tens andado»? Uma pequena conversa e o Sr. Pingas aproveitou para perguntar ao Ventor se já tinha visto os seus rapazolas. «Olha vou ter com eles que já tenho saudades de os ver» - disse o Ventor. E seguiu em redor até chegar junto dos rapazolas do Pingas que estavam a arrumar as penas depois de terem dado uma mulhadela nas asas. O Ventor aproximou-se e tirou a máquina para uma sessão de fotos, mas os malandros desataram a fugir pelo lago fora. O Ventor disparou a máquina mas não a tinha no sítio certo para disparar e estragou algumas fotos. Mas aquelas coisinhas lindas voltaram numa correria para o Ventor e disseram olá!

 

 

Depois colocaram-se mesmo em frente do Ventor a mergulharem, a rodopiarem na água, a mergulharem de lado, de frente e, mesmo quando desengonçados, eles eram mesmo lindos! Valeu a pena o desvio. O Ventor não conseguiu visitar os Pingas, nem antes, nem depois do Natal e até tinha pensado numa boa ceia de Natal para eles, mas não foi possível. Felizmente, os Pingas são uma família com muitos amigos. São, são!

 

 

O Ventor aproveitou para fazer uma pequena caminhada, fazendo uma visita apressada aos Pingas e para me trazer ervas que eu gosto tanto de comer como uma saladinha logo a seguir ao Royal Cannnin, ou antes. Assim, esperei que o Ventor descarregasse os cartões que utilizou e aproveitei para vos mostrar os nossos amigos Pinguinhas e para vos dizer o primeiro «olá» de 2007, renovando aqui os votos de um Bom Ano para todos e que nada de bom vos falte. 

Mas o Ventor, embora apressado, ainda arranjou tempo para visitar e conversar com alguns dos seus amigos:

 

 

 

Um olá especial aos seus amigis besouros. Este debaixo, era quase o dobro do tamanho daquele de cima!

 

A sua amiga lavandisca cinzenta que sempre saúda o Ventor quando chega.

 

 

O seu amigo melro, e mais a sua família, esposa e filhote, noutras fotos.

 

 

Esta borboleta que está sempre disponível para rondar o ventor.

 

 

E um grupo de abelhas que trabalhavam com azáfama no mundo amarelo das azedas.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


19
Mar06

Os meus amigos cisnes

Pilantras - o Quico morreu Quico, Ventor e Pilantras

Deixo-vos aqui, mais uma passagem modelo de cisnes - os amigos do Ventor. Como sempre, o Ventor trás as fotos cá para casa, mostra-mas, conta-me as histórias e, depois, eu coloco aqui as fotos e falo-vos do que ele me conta. Por isso, ele passou a chamar-me, Quico, o «Cuscas»!

O Ventor foi visitar os seus amigos e foi dar com eles a adquirir material de construção para a renovação da sua casota e ficou espantado com a reação do macho. Por sinal muito amigável quando o Ventor pensava que ele se tinha chateado. Mas continuou a cortar ervas e algumas flores e folhas para depois fazer o transporte, enquanto na sua linguagem, muito especial, ia conversando com o Ventor.

Depois de alguma conversa a fêmea desafiou-os a dar uma caminhada e foi ela a primeira a desandar do local e a olhar para trás para ver se era acompanhada.

 

 

O Cisne é amigo do Ventor dentro e fora do lago ... este é o macho. Aqui diz ao Ventor que quer material de construção para a sua nova casota.

 

 

Aqui pergunta ao Ventor se, entretanto, quer dar um passeio em volta do lago e vão conversando. Claro que o Ventor acompanhou-os de máquina em riste!

 

 

O Ventor, satisfeito com o convite, nem exitou, e vão os três todos contentes. O Ventor acha que não há melhor amigo que este. Conversa como se fosse uma pessoa. Só visto!

 

 

Agora olhem estas patarronas dela. Calçado português, pois claro!

 

 

Estas patas são realmente um desarranjo fora da água do lago, mas eles lá se vão amanhando.

 

 

Vejam estas patarronas!

 

 

Calça para aí uns 52 biqueira larga. Comparem com o lancil.

 

 

Entretanto, o grande machão não deixa que se aproximem da sua beldade. Este puto quis juntar-se à conversa e quase ficou descalço, e se não ficou foi porque o amigo do Ventor utilizou apenas força quanto baste.

vejam a sua bola adiposa sobre o bico, sinónimo de machismo. Para além disso, as patas mais negras e as asas sempre entreabertas.

 

 

 

São realmente umas belezas, mas o Ventor ficou parvo foi quando se aproximou deles e lhes perguntou que faziam ali a arrancar ervas. O macho começou uma ladainha que até parecia que queria conversar com ele muito a sério e até que a grande amizade iria começar agora.

 

Uma beleza!

 



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


O Ventor e o Quico no seu Miradouro




Diana ao encontro do Ventor na sua charrete


Cibele entre as estrelas ao encontro do Ventor


cibele.jpg

Vou estar aqui

Veja, neste link, como o Pilantras apareceu na vida do Ventor

O "Ticas" nos Trilhos do Ventor

quico_photos's A morte do Quico slideshow on Photobucket

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.