Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Arrelia do Quico

Agora, o Quico, vive noutra Esfera, sem arrelias ... mas, por aqui, todos nós continuamos filhos do Sol e amigos do Quico

Agora, o Quico, vive noutra Esfera, sem arrelias ... mas, por aqui, todos nós continuamos filhos do Sol e amigos do Quico

A Arrelia do Quico




Na Rota de Apolo, como o Vexiloide de Alexandre Grande



Nat2005,28 166.jpg

Eras o gato mais lindo

Tu eras o mais lindo dos gatos. Eras o mais belo companheiro que qualquer pessoa gostaria de ter. Hoje tenho outro companheiro, amigo do coração. A tua Dona diz que foste tu que o enviaste para nós. Parece que o nosso amigo Ticas continua a querer ser tal como tu eras. Eu penso que foste tu e a deusa Bastet que o colocaram no nosso caminho. Ele já esteve no teu sítio e ficas a saber que esta figura de gato, merece, tal como tu mereceste, tudo o que come. Ele tem a mania que é macaquinho e só quer andar ao meu ombro. É uma beleza o nosso Pilantrinhas.


Podem ver aqui todos os Links dos meus Blogs



O Lince Ibérico corre perigo de extinção


Podem ver aqui, o Índice dos Posts da Arrelia do Quico


25
Fev10

Mais um dia Triste

Pilantras - o Quico morreu Quico, Ventor e Pilantras

Hoje é mais um dia triste para todos nós. Hoje perdi mais um amigo - o nosso amigo Zé. Ele era um amigo do Quico e de toda a família http://ventor.com.sapo.pt/page1.htm.

 

 

O nosso amigo Zé

 

Depois de tanta luta, acabou por partir!

 

Todos estes dias eu acabo por pensar nos meus amigos. Sempre que me levanto, continuo a fazer tudo o que fazia com o Quico.

Logo que o dia começa a aparecer, vou à varanda e ponho logo os olhos nas gaivotas que vêm do mar esfomeadas para tentar sacar pedaços do pão que damos aos pombos e alguns lixos comestíveis que vão encontrando por aqui, no jardim. Ainda hoje encontrei 8 gaivotas a disputar aos pombos, as migalhas que lhes enviam das janelas e mais umas quantas no ar.

 

Os cisnes andam para trás e para diante nas águas que se espelham no miradouro do Quico e os patos reais continuam a formar-se em esquadrões alados, treinando os seus voos, enquanto o Tobias, de rabo para o ar se esforça imenso para, de vez em quando, arrancar uma minhoca ao gramado. Enquanto observava toda esta beleza, o meu amigo Zé morria.

 

Acabaram as nossas passeatas para sempre. Não mais voltaremos a caminhar juntos pelos sítios do Alentejo profundo, pelas praias, falésias e barrancos do Algarve, pelas planuras espanholas, por ...

Tudo acabou! Agora, dos velhos amigos do Quico, só nos restam a Fifi, a Magda, o Rafinho da Joana, o Tobias (o melro que continua por aqui) e todos os outros com que a Natureza ainda enfeita os meus olhos. O nosso mundo já acabou para todos os outros.

 

A partir de agora, todos eles não passam de recordações. Recordações de muitas alegrias na vida do Ventor e de todos nós. Recordações que acabam culmatadas pela tristeza, última, das suas perdas.

Adeus Zézinho.

Eu sabia que ia chorar por ti e que nunca te irei esquecer. Mas O Senhor da Esfera terá um lugar especial para todos vós, onde aguardarão pelo Ventor.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


2 comentários

Comentar post