Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Arrelia do Quico

Agora, o Quico, vive noutra Esfera, sem arrelias ... mas, por aqui, todos nós continuamos filhos do Sol e amigos do Quico

Agora, o Quico, vive noutra Esfera, sem arrelias ... mas, por aqui, todos nós continuamos filhos do Sol e amigos do Quico

A Arrelia do Quico




Na Rota de Apolo, como o Vexiloide de Alexandre Grande



Nat2005,28 166.jpg

Eras o gato mais lindo

Tu eras o mais lindo dos gatos. Eras o mais belo companheiro que qualquer pessoa gostaria de ter. Hoje tenho outro companheiro, amigo do coração. A tua Dona diz que foste tu que o enviaste para nós. Parece que o nosso amigo Ticas continua a querer ser tal como tu eras. Eu penso que foste tu e a deusa Bastet que o colocaram no nosso caminho. Ele já esteve no teu sítio e ficas a saber que esta figura de gato, merece, tal como tu mereceste, tudo o que come. Ele tem a mania que é macaquinho e só quer andar ao meu ombro. É uma beleza o nosso Pilantrinhas.


Podem ver aqui todos os Links dos meus Blogs



O Lince Ibérico corre perigo de extinção


Podem ver aqui, o Índice dos Posts da Arrelia do Quico


23
Dez06

Feliz Natal

Pilantras - o Quico morreu Quico, Ventor e Pilantras

Um Bom Natal e um Ano Novo de 2007 cheios de tudo o que mais querem para todos vós, na companhia da vossa família e dos vossos (e nossos) amigos.

O Ventor diz que o nosso Pai Natal vai-nos ajudar a fazer as rabanadas.

 

 

O Pai Natal com um visual à Ventor

Acabou de chegar e trás as chamiças para o lume!

Também o menino vai estar presente com o Pai, a Mãe, os Reis, os pastorinhos, as ovelhinhas, as cabrinhas, o burrinho, tudo .... tudo à medida do Ventor.

 

 

Olhem que lindos!

Toda a festa de Natal, como sempre, se desenrolará à sombra da nossa Árvore de Natal. É com ela que o Ventor homenageia todas as árvores deste mundo. «Oh, my leatle pine-tree»!

 

 

A nossa Árvore de Natal

Para o Ventor, a árvore de Natal vale o que vale, mas tem um valor para além da própria árvore. Ela representa, para ele a própria vida de todo o planeta azul! Por isso, sempre que puder, há-de fazê-la!

E o azevinho? Este sim, este faz parte da vida do Ventor. Com as suas madeirinhas fazia colheres de madeira para a sopa, castanholas para brincar, e «cuncas" para a violeta e o "vilávem", companheiros do seu sonho.

 

 

Azevinho verde das bolinhas vermelhas

 

Este ano, em Agosto, o Ventor, ao ver os nossos azevinhos com a morte a rondá-los, quase chorou. Mas este é de Sintra e ele regala sempre os seus olhos!

Feliz Natal para todos, que por aqui passem e também para os que não passem, do vosso amigo Quico, do Ventor, da minha dona, da Joana, do Tomás, da Maria ... de toda a nossa família.

Quico, sempre convosco.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


15
Dez06

Parabéns Judite

Pilantras - o Quico morreu Quico, Ventor e Pilantras

Olá, Judite.

 

 

Judite no Fojo do Lobo, em 2001

 

Hoje sou eu a dar-te os parabéns, por todos esses aninhos que tu fazes, e sabes porquê? O Ventor está cheio de gripe. Primeiro foi a coluna, agora é a gripe e ele nem pode olhar para o computador. Diz que anda tudo à cadeirada na cabeça dele!

 

A minha dona diz que eu não te conheço e devia ser ela a mandar-te os parabéns, mas mal o Ventor ligou o computador eu abotoei-me logo com o teclado e cá estou a mandar-te os parabéns. Não te importas que seja um gato a mandar-te os parabéns, pois não?

Eu tenho a certeza que interpreto plenamente a vontade do Ventor e da minha dona. E como hoje é um dia grande para ti, um dia de festa, cá estou eu a espreitar-te da minha janela.

 

Estes doentes dizem-me que gostam muito de ti e que esperam tudo de melhor para ti em saúde e em estudos. Sabes que o meu amigo Metistófeles também andou na tua Universidade? Verdade! Ele chegou a estudar aí com gatos franceses quando faziam intercâmbio entre Oxford e Cambridge e essa bela Universidade de França. Mas como os gatos franceses e ingleses não se davam bem uns com os outros, os caixotes é que pagavam. Era cada bateria!

 

Mas estas histórias malucas só são boas se forem contadas pelo Ventor, mas nem se pode falar com ele!

Por isso desisto de te contar os encontros de muitos gatos europeus que andaram nas universidades mais famosas da Europa. Talvez um dia, OK?

Muitos beijinhos para ti e que contes muitos anos e bons.

 ... está bem Ventor. Eu mando! 

O Ventor quer que eu te mande beijinhos dele, como se eu me fosse esquecer. Ah, e que te prepares para um dia voltarem todos à Pedrada.

Beijinhos e muitos parabéns da minha dona também.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia