Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Arrelia do Quico

Somos todos filhos do Sol e amigos do Ventor

A Arrelia do Quico

Somos todos filhos do Sol e amigos do Ventor

quico.jpg

O Quico continua a observar-nos

Ele eras o mais lindo dos meus amigos. Eras o mais belo companheiro que qualquer pessoa gostaria de ter

 

 

 

 

Hoje tenho outro companheiro, amigo do coração, a que vim a chamar Pilantras.

A tua Dona diz que foste tu e a deusa Bastet que o enviaste para nós. Parece que o nosso amigo Pilantras continua a querer  ser tal  como tu eras.

Eu até acho que foste tu que lhe deste instruções para saber conviver comigo. Em muita coisa são muito parecidos. Pelo menos, tudo indica que sim.

Mas tu adoravas animais e ele não. Nunca me esqueço da tua luta para eu salvar o besouro a afogar na água entre os tronquinhos de banmbu


30.10.05

A minha dona


Ventor e Quico

A minha dona hoje foi à outra casa. Ela agora anda com umas limousines que carboram a dois tempos. Pum-pam, pum-pam, pum-pam!  É cá uma confusão! O Ventor diz que andou toda a Primavera de 2005 e quase todo o Verão com esse som nos ouvidos e agora vai andar o Outono e o Inverno!

Out,30 064.jpg 

Estas são as suas limousines Depois, para me animar, trouxe-me os meu amigos que estão lá, sempre à minha espera

 

Out,30 018.jpg 

Este é o guardião lá da casa e está, quase sempre, na janela da cozinha a apanhar sol ou, como hoje, a ver se chove

 Out,30 016.jpg

Estes são os guardiães de outra janela. O pato é sempre o primeiro a pular se for preciso

Out,30 013.jpg

Este é outro amigo meu e o gorducho, diz a minha dona, se calhar é uma das formas do Ventor

 Out,30 042.jpg

 

Estes estão sempre cheios de frio e à espera que o Ventor vá acender a lareira! Bem podem esperar. Se está calor não se pode acender, se está frio o Ventor diz que nos podemos constipar. Mas há dias que o Ventor quer a lareira acesa. No Natal, no fim do ano e no dia do Ventor, no DIA DE REIS! Diz o Ventor que no tempo das cavernas, todos os reis tinham uma lareira


O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia

26.10.05

Amigos do Ventor


Ventor e Quico

Castanhas para todos na Caminhada do ventor

Este louva-a-deus, o mesmo que rezou, ao Senhor da Esfera, pela minha dona, foi apanhado pelo ventor a comer formigas.

  Out,16 240.jpg

Louva-a-deus a comer formigas

Por baixo dos arbustinhos onde ele se encontrava estava uma bela colónia de formigas grandes, umas com asas e outras sem asas. Tinha chuvido e elas saíram às primeiras chuvas de Outono. As formigas com asas mais pareciam cobertas com mantos como aqueles grandes robes que o Rei Sol, da França, Luis XIV, usava noutros tempos.

As formigas subiam às alturas lá do sítio para observarem de cima que rumo tomar, preparando-se para dar o seu grande salto ou, se preferirem, voo. Mas o Ventor achava-lhe piada porque quando ele aparecia e centenas ou talvez milhares delas estavam cá fora, logo tocavam umas trombetas e elas, as de asa, eram sempre as primeiras a regressar aos buracos. O Ventor partia e, no regresso, lá estavam elas e lá vinham as trombetas e o cavanço geral.

O louva-a-deus convidou o Ventor para o lanche e durante três bocados de manhã de três dias consecutivos, lá estava o comilão a devorar formigas. Depois virou-se para o Ventor e disse-lhe: "deixa lá Ventor, porque hoje sou eu a comê-las a elas e dentro de dias, serão elas a comerem-me a mim! Dentro de dias eu vou colocar os meus ovos numa pedra, calafetá-los com um produto especial que produzirei para os proteger do frio e das geadas do Inverno, permitindo-lhe que respirem e logo aos primeiros frios morrerei. Depois estas trupes avançarão sobre o meu cadáver que será esquartejado e transportado para estes buracos em poucos segundos. Quem sabe se numa das tuas caminhadas não te farão o mesmo, Ventor"?

Bolas!

Bom, vejam então as lindas amigas do Ventor!

Out,22 050.jpg 

Esta convidou esta espécie de escaravelho para a festa

 

Out,22 077.jpg

 

 

 

 Estas andam nos arrabaldes do louva-a-deus

 

Estas estiveram a treinar combate meia-hora e ainda lá ficaram!


O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia

Pág. 1/5