O gato, Gil

 

Quico, vou-te contar o que o Ventor me contou:

"Nós somos os filhos do Sol e todos os que são filhos do Sol, estão contigo!

Eu estou contigo!

Os Gaspares I (este estará a teu lado) e II, estão contigo!

A Maria (as Marias), estão contigo!

O Sky, está contigo!

Os teus amigos Rafinhos I (este estará a teu lado) e II, estão contido!

As Chinchilas, que ouvem falar de ti, estão contigo!

O Goldfinger, a Leoa e todos os genes que deixaram por lá, filhotes e todos os outros, que acompanharam as caminhadas do Ventor, estão contigo!

O Vilavém, o Patife, o Jolim, as Briosas, as Galantas, as Redondas, as Novas, as Ribeiras, as Cerejas, ... e todos os outros, estão contigo.

 

Estamos contigo porque, todos nós, tal como tu e o Ventor, somos filhos do Sol e, ... sendo filhos do Sol, como nos diz o Ventor, temos mesmo de estar contigo porque, o Ventor também está.

 

O Ventor disse-me que te ia fazer uma visita. Na quinta-feira passada, ele esteve comigo, conosco, ... com os seus novos amigos. Contou-me mais coisas e ele nunca te esquece!

 

Ele disse-me que vai ao teu sítio e quer prestar-te a sua e a noassa homenagem. Ele vai levar-te a nossa mensagem. Quando ele estiver a teu lado, todos nós estaremos lá e ele vai dizer-te aquilo que todos nós dizemos: "Viva o Quico"!

 

Na mente do Ventor tu nunca morrerás!

 

 

Gil, embrulhado na manta. "Até me arrepio todo, Quico. A noite caía fresca e tornou-se gelada"!

 

Eu estive com ele uma semana e ele contou-me muitas coisas sobre ti e outros amigos que teve. Um dia destes ele veio visitar-me e mal que o vi fui a correr ao seu encontro e abracei a sua perna esquerda. Eu sei que o Ventor nem acreditava porque só ouve dizer que os gatos não têm grandes emoções, mas ficou a saber que todos estão mal informados. Os gatos são mais frios mas vivem cheios de emoções, como todos os outros.

 

Também sei que ele vai prestar homenagem às suas amigas, as Ninfas das Fontes que lhe prometeram guardar-te, aí, nas suas Montanhas Lindas e o Ventor sabe que tu continuas a caminhar de rabo no ar, por aí, junto da sua gente.

E tu saberás, certamente, que ele caminhará, sempre, a teu lado.

 

Prepara-te Quico! Vai aí o Ventor e aquela que foi a tua Dona. A Tia da minha Dona que o Senhor da Esfera teve a bondade de colocar no meu caminho. Fica com o Ventor por uns dias Quico. Eu só posso ter a esperança de que ele volte e nos vejamos de vez em quando. Eu sei que ele gosta de mim mas, é a ti que ele adora.

 

Vive para sempre, Quico. Ele vai aí!



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags: ,
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 15:49