Hoje deram muitas flores à minha dona!

Muitas flores para ela e mais horas de solidão para mim! Vão-me deixar só, como sempre! Bem feita que eu sou mau. É para não furar os braços ao Ventor! Ainda se ao menos ficasse aqui o Ventor para me contar mais uma história das dele! Sabem que ninguém sabe quando eu faço anos? Quem devia saber quando eu faço anos, se calhar, nunca lhe doeu a consciência de me ter abandonado tão pequeninho e nem sabe certamente que eu existo. Chego a ter pena de quem não teve pena de mim! Roubou-me à minha mãe e abandonou-me! O Ventor diz que para ele faço anos todos os dias! Felizmente tenho uma dona com coração de ouro e o melhor amigo do Mundo! Também gostava de oferecer flores à minha dona, mas o Ventor diz que ela já tem flores demais. Demais? As flores nunca são demais!

 

Jul,29-031.jpg

 

Uma flor muito linda cor de rosa

 

Jul,29-050.jpg

 

Uma flor amarela 

 Jul,29-051.jpg

 

Outro girassol amarelo

 Jul,29-053.jpg

 

Outra flor rosadinha

Não sei qual delas é mais parecida com a minha dona!



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 18:17