Esta foi outra das minhas amigas.

 

cuca3.jpg

 

 

Esta era a nossa Cuca. Ela foi durante bastantes anos a rainha dos meus amigos. Dava fucinhadas no Rafinho quando ele se colocava à sua frente. O Rafinho batia com as patas no chão a refilar e ela punha-se a olhar para o Ventor. Depois virava-se para mim para me dizer: "já viste isto Quico? Aquele novelo negro não sai da frente da gente"! Éramos todos tão amigos.

 

cuca2.jpg

 

 

Cuca molhada, em pleno Verão, depois de um trombalhão no rio. Aqui, segundo me disse o Ventor, ela tinha caído à água num belo ribeiro nas fraldas da serra de Soajo, e não sabia o que havia de fazer à vida. O Ventor tirou-lhe uma foto, e ela não sabia se rir se chorar. Mas seguiram caminho e quando se apanhou nos campos de feno, no meio de tantas borboletas e flores, cercados por belos carvalhos, corria parecia uma doida.

 

Nesses tempos, ela ainda era nova e mal que o Ventor se levantava, estava logo pronta para ir com ele até ao fim do Mundo! Ai que saudades eu tenho dos meus amigos que nos deixaram!



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 18:10