Amigos, ele deixa-me!

 

Ele disse-me que se ia embora por pouco tempo, mas eu acho que vai por muito mais. Se calhar vai perfurar as galácticas!

 

Ele é que vai mas eu é que sofro! Sofro porque fico sem o Ventor e sofro, duplamente, porque ficando sem o Ventor, também fico sem vocês!

 

Não poderei espreitar pelas vossas janelas, não poderei colocar cortinados novos nas minhas e não sei quando voltarei a ver-vos, porque o Ventor ainda não me disse. Mas sei uma coisa! Ele está preocupado com as minhas ervas e o pior, para mim, é que o gajo sabe como as conservar!

 

A minha avó vai dar-me ervas todos os dias, porque o Ventor as trouxe para conservar e para eu ter as ervas sempre fresquinhas. Ele gosta de ir apanhar ervas para mim porque assim sempre vai vendo velhos amigos e descobrindo novos, como este.

 

 

 

 

Esta beleza, o Ventor nunca tinha visto! Fugia-lhe, mas ele começou a conversar com ele que pousou nesta erva e deixou-lhe tirar 40 fotos!

 

Há amigos neste mundo que nós nem sonhamos que existem e o Noé deveria ter grandes problemas a catalogá-los para que nenhum faltasse. Eu sei que o Ventor se fartou de o ajudar como com os bichinhos de contas, e muitos outros, mas de alguns, como este, ele nunca me tinha falado!

 

Olhem as malas do gajo!

 

 

 

Estas são as malas do Ventor! Mais parecem os baús do capitão Morgan, mas ele gosta e, nada a fazer!

 

Acham que vai por muito tempo? Ele não me diz!

Não! Não está virado para Norte, está virado para Sul. Eu até acho que ele nem sabe para que lado ficam os pontos cardeais. Ele gosta de todos por igual!

 

Talvez um dia ele volte e eu ainda esteja vivo porque eu gostava de vos contar mais histórias do Ventor nos meus Sites! Eu acho que o Ventor não quer saber dos blogs para nada, mas acho que fica contente quando eu conto as histórias da sua Grande Caminhada.

 

Na sua Grande Caminhada também vão entrar mais estes quatro reguilinhas acinzentados, penudos (ou peludos, por enquanto), filhotes do nosso amigo Pingas. Vejam lá que o Ventor, já lhe tirou algumas seiscentas fotos!

 

 

 

 

 

Em cima, uma mãe babada, no meio, uns penudinhos lindos , em baixo, um pai extremoso de boca aberta por causa do calor e eis os autênticos monumentos da Amadora

 

Mas eu creio que a Grande Caminhada seria linda se fosse contada por ele, porque eu deixo escapar muitas coisas que ele me conta e, depois, esqueço-me. Quem sabe o Ventor um dia vos conte as suas verdadeiras histórias da sua Grande Caminhada melhor que eu!

 

Para já, estou triste! Por isso deixo um abraço para todos e até qualquer dia.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


sinto-me:
música: U2 - I Still Haven't Found What I'm Looking For
tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 23:58