Mais uma vez o Ventor trouxe mais amigos para casa.

Desta vez foi com a minha dona comprar comer para o Branquinho e seus amigos e ao chegar, colocou as compras sobre o banco do jardim e desatou a correr pelo jardim abaixo que até parecia maluco. Ouviu um cão a ladrar e pensou que estava a tentar fazer mal ao nosso amigo Branquinho, mas não. O som vinha lá do fundo junto à ribeira, mas estava noutro lado e o Branquinho veio logo, todo espevitado, ter com o Ventor.

 

 

O girassol e o "zum-zum"

 

Depois o Branquinho pediu ao Ventor para tirar uma foto ao girassol, este deve ser o quinto. Mas qundo o Branquinho viu o insecto a alimentar-se do girassol, disse logo ao Ventor que não lhe ia fazer mal, porque ele também queria comer aquelas coisa maravilhosas daquela maravilhosa flor.

De seguida o Ventor veio para casa com a minha dona e trouxe também esta maravilha de cores e beleza com ele na máquina. Diz que já são amigos há bastante tempo.

 

 

Uma arara muito linda

 

«Ventor, Ventor! Chega aqui que eu não sou o Marduk"!

Ainda há quem faça este mundo tão feio quando ele é tão bonito!

Mas pronto, estes são os nossos reais, os nossos verdadeiros amigos. Aqueles que não viram costas só porque lhe dá na gana. São aqueles com que podemos contar sempre, pois são eles que nos mostram a verdadeira beleza deste mundo.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 21:48