O Ventor vai-se embora e não quer saber de mim nem do Branquinho! Ele até vai coxo, mas nem assim! Diz que tem uma vontade enorme de ver as suas Montanhas Lindas, nem que seja espreitá-las cá de baixo.

 

Diz que o apelo é tão forte, tão forte, que nada o poderá deter! Vou ter de ficar sem ele. São os dias mais tristes da minha vida, quando o Ventor me deixa!

E eu sou obrigado a deixar-vos também. Até qualquer dia amigos!

 

 

Como se chamará esta? Será por ela que o ventor vai partir?



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 23:00