Hoje o Ventor voltou a falar-me de gaios e a relembrar-me o seu amigo de Lamas de Mouro.

 

 

Vejam lá como esta coisinha é linda! Ficou todo contente ao dar de caras com o Ventor

 

Na 2ª feira da semana passada, a avó do Tomás chamou o Ventor para vir aqui ao meu miradouro observar dois pássaros muito bonitos, nas árvores em frente. O Ventor veio a correr e disse que os pássaros lindos eram dois gaios. Esses gaios disseram ao Ventor que tiveram conhecimento, pelo Senhor da Esfera, que ele iria fazer algumas caminhadas  ou rondas, pelas suas Montanhas Lindas e, então, decidiram vir cá para entregar uma mensagem ao Ventor, dos amigos do Sul para ele levar aos amigos do Norte.

 

 

Depois firmou-se bem a observar os companheiros de caminhada do Ventor e o grande olho que o Ventor lhe apontava

 

O Ventor recebeu a mensagem e foi a correr buscar a máquina mas passou uma pessoa e eles fugiram, gritando para mim que não podiam confiar em ninguém e disseram-me: "diz ao Ventor, Quico, que nós fomos indo"!

 

Nesse dia, o Ventor foi para Norte e disse-me para dizer a estes amigos, se passassem por aqui, que entregaria a mensagem deles a um amigo que ele tem em Lamas de Mouro, desde 2006.

E querem saber uma coisa? Esse amigo de Lamas de Mouro recebeu a mensagem e posou para o Ventor enquanto preparava a resposta noutra mensagem para os amigos do Sul.

 

 

Claro que o Ventor tirava fotos e lia-lhe a mensagem dos gaios "mouros" do sul

 

Se repararem bem, verão que o amigo de Lamas de Mouro nunca tirou os olhos do Ventor e dos seus companheiros de caminhada.

Sempre que o Ventor disparava a máquina ele tinha os olhos apontados para eles. Claro que a máquina estava no módulo silêncioso e não faz barulho nenhum mas, mesmo assim, ele não desviava o olhar. Outros observavam das árvores.

 

Eu já vos tenho dito, por aqui, que os gaios são dos tais companheiros que o Ventor nunca esquece. E, também, por isso, quando o Ventor os reencontrou por aqui, recordaram-lhe que, com eles, o Planeta Azul continua a exibir a sua beleza. Por isso, em 2005, o Ventor ia levar-lhes água!

 

 

Ele até dava pulinhos de contente à medida que o Ventor transmitia as saudações dos gaios da Amadora e arredores

 

Hoje de manhã, o Ventor foi para a varanda espreitar a nossa rapaziada como faz todos os dias e, às vezes, pega em mim ao colo e vamos espreitar os dois juntos. Estive a observar os gaios e reparei como eles são mesmo lindos e como controlam tudo com uma eficácia enorme.

 

Depois, como eles se mantinham por ali, olhando tudo, poisou-me no meu miradouro e foi buscar a máquina mas, quando chegou, um já tinha saído dali e o outro voou de uma árvore para o chão relvado mas as árvores à nossa frente não o deixavam ver para fotografar, impedindo mais uma bela foto do Ventor.

 

 

Pulava para lá e para cá dessa divisória, e todos os animais das redondezas se divertiam! O Ventor até viu um dos esquilos a dar cambalhotas na árvore e os chascos davam grandes gargalhadas. As vacas e os cavalos garranos olhavam estupefactos

 

Depois só ouvimos um dizer: "adeus  Ventor, até breve. Já vimos que o Quico gostou de nós e que vai ficar à nossa espera. Um dia destes voltaremos. Agora vamos levar a mensagem dos nossos amigos nortenhos,  ao nosso maralhal"!

 

Agora, mais estes amigos do Ventor passam a ser meus amigos também. E sabem o que me disseram?

Disseram-me que, quando os carvalhinhos que plantaram aqui no jardim, forem grandes e derem bolotas, eles voarão e caminharão por aqui mais vezes.

 

 

Por fim deu mais um pulinho e disse que ia levar a mensagem a todos aqueles que não ouviram o Ventor

 

Dantes, o Ventor falava-me nos gaios e lá me ia trazendo uma fotozinha mas, agora, tudo é diferente! Já sei o que o Ventor sente quando me diz: "Quico, hoje ouvi grasnar os gaios"!

São mesmo lindos estes pássaros e eu já calculo como a Assureira terá sido tão linda com eles a esvoaçarem entre os carvalhos!

 

Sabem que o gaio tem um voar rocambolesco, desengonçado, lento, e torna-se um alvo fácil para os seus predadores. O Ventor já safou dois gaios de serem apanhados por falcões ou açores, ou ... O Ventor disse-me que, para tentar caçar gaios nas árvores, seriam açores ou outro tipo de rapaces com vantagem neste tipo de caça.

 

 

Virou-se e foi-se embora mas, antes, pediu ao Ventor para voltar a passar por lá para receber a mensagem deles que iria ser discutida em assembleia geral de todos osgaios que  esvoaçam  pelos vales daquelas Montanhas Lindas

 

Mas o Ventor diz que este ano viu muitos gaios, pela Galiza e pelas suas Montanhas Lindas e, por isso, pelos sítios por onde passou, observava, também, a beleza do Planeta Azul nas peninhas azuis que o gaios têm nas asas.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 19:03