Um Bom Natal e um Ano Novo de 2007 cheios de tudo o que mais querem para todos vós, na companhia da vossa família e dos vossos (e nossos) amigos.

O Ventor diz que o nosso Pai Natal vai-nos ajudar a fazer as rabanadas.

 

 

O Pai Natal com um visual à Ventor

Acabou de chegar e trás as chamiças para o lume!

Também o menino vai estar presente com o Pai, a Mãe, os Reis, os pastorinhos, as ovelhinhas, as cabrinhas, o burrinho, tudo .... tudo à medida do Ventor.

 

 

Olhem que lindos!

Toda a festa de Natal, como sempre, se desenrolará à sombra da nossa Árvore de Natal. É com ela que o Ventor homenageia todas as árvores deste mundo. «Oh, my leatle pine-tree»!

 

 

A nossa Árvore de Natal

Para o Ventor, a árvore de Natal vale o que vale, mas tem um valor para além da própria árvore. Ela representa, para ele a própria vida de todo o planeta azul! Por isso, sempre que puder, há-de fazê-la!

E o azevinho? Este sim, este faz parte da vida do Ventor. Com as suas madeirinhas fazia colheres de madeira para a sopa, castanholas para brincar, e «cuncas" para a violeta e o "vilávem", companheiros do seu sonho.

 

 

Azevinho verde das bolinhas vermelhas

 

Este ano, em Agosto, o Ventor, ao ver os nossos azevinhos com a morte a rondá-los, quase chorou. Mas este é de Sintra e ele regala sempre os seus olhos!

Feliz Natal para todos, que por aqui passem e também para os que não passem, do vosso amigo Quico, do Ventor, da minha dona, da Joana, do Tomás, da Maria ... de toda a nossa família.

Quico, sempre convosco.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 10:42