Faz hoje um ano que morreu o Papa João Paulo II. Faz um ano que eu vos disse que o Ventor gostou deste Papa e considerou-o nosso amigo. E hoje posso dizer-vos que o Ventor foi baptizado numa igreja, católica-romana, a que o seu amigo Constantino abriu portas muito tempo depois de Cristo ter vindo à terra e abriu portas a pedido do Ventor.

 

Mas já agora também vos digo que o Ventor, nesta última caminhada pelo Planeta Azul, foi levado ao colo pela sua madrinha, perante o Senhor da Esfera, que se riu ao vê-lo! E riu-se porque sabia que o Ventor não podia, como gostaria,  ir pelo seu pé. Mas o Ventor respeita todos aqueles que, com diversas vestimentas, rodeiam o Senhor da Esfera e eu acho que o Ventor está sempre certo.

 

Isto serve para vos recordar a morte de um Homem, de um Polaco, de um Papa e serve também para fazer um teste sobre o comportamento do nosso amigo NetSapinho quanto à edição de posts. Já passou mais de uma semana prometida pela nossa amiga Jonasnuts e está perto dos 15 dias que o Ventor achou suficiente para resolver um problema destes.

 

Vou colocar este post e vou tentar editá-lo, porque o Ventor diz que, se calhar, os outros posts já não têm remédio por terem sido colocados noutras condições. Eu não percebo nada disto, mas o Ventor é capaz de ter razão. Vou ver! E acho também que devo apelar a todos os bichos que, tal como eu, devemos ter calma pois como diz a Jonasnuts, é preciso solidariedade entre animais.

Estou neste momento a fazer a edição do post. Vou colocar uma flor e mais um link, para ver se tudo está operacional. Se estiver, o meu amigo NetSapinho poderá contar comigo. Os amigos podem entrar em desavenças, mas sem necessidade de virar costas.

 

 

Podem ver esta janela da Arrelia do Quico no Bravenet Web's Journal. O Ventor e eu nunca estamos parados. Todos os minutos livres são para os nossos amigos.

Ainda nesta teimosia de editar posts, podem, se quiserem, apreciar aqui, o único diálogo possível entre um Pato Pescadore um peixe. No caso, no rio Tejo.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


sinto-me:
música: A Hard day's Night - The Beatles
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 21:50