Continuo a fazer a minha observação diária. Só que este miradouro já é outro. É daqui que vejo morrer os meu amigos, na rua! Mas tenho de olhar pelas janelas. É aqui que os passarinhos já vêm comer as migalhas que o Ventor lhe põe. Eles não fogem de mim!

 

 

Abr,23,2004a 012.jpg

 

Quico

 

Um dia destes fui levar a vacina e o meu veterinário tinha lá esta coisinha linda, que ficou meu amigo. Havia outro no fundo da gaiola que o Ventor para fotografar, tinha de pedir um escadotinho, mas não quis incomodar a operação de um cão muito doentinho. Também se o gajo não fazia como este meu amigo, é porque não queria nada conosco. Além disso este é azul como os meus olhos e o outro era verde, mas parecia com pouca esperança de querer novos amigos.

 

out,04-piriquito.jpg

 

 Este era o macho, o outro era a fêmea. Se calhar as coisas não lhe corriam bem!



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 12:55