O Ventor pensa que esta vespa, que dará três de uma vespa daquelas normais que estamos habituados a ver, foi a que saíu do buraco que viu o outro dia. Voou à sua volta, e o Ventor tirou-lhe duas fotos, mas esqueceu-se dela depressa.

 

 Abr,21 032.jpg 

 

Uma vespa gigante!

 

E sabem porquê? O Ventor junto de um pequeno pinheiro, entretido com a vespa, viu um ninho e recordou-se dos seus belos tempos de menino. Deixou a vespa que não o largava, partindo ela toda chateada por o Ventor não lhe ligar. O Ventor olhou o pinheirito e o ninho nele instalado e foi verificar se a casota dos seus amigos estava para venda, se estava em ruínas, ou se era actual. E era actual! Tão actual que tinha cinco ovinhos! Olhem para isto!

 

Abr,21 036.jpg

 

 Um belo ninho de pintassilgo com cinco ovinhos

 

Bela moradia com futuro. Será? A casinha estava bem arranjada e era nova, mas o Ventor só lhe tirou a foto depois de se certificar que não estava por ali nada de pássaros e não utilizou o flash para não prejudicar os ovos e o seu conteúdo. Agora só falta saber qual o tipo de pássaros que fizeram aquela bela vivenda, embora lhe pareça que são pintassilgos. Espero que tenham êxito na sua nova moradia, pois o Ventor pensa que eles não foram nada cautelosos com o local onde decidiram construir. Pode ser que tenham sorte.



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 15:36