Agora os amigos do Ventor passaram a escrever-me! Como eles apenas se querem dar a conhecer ao mundo, e não há segredos entre eles, o Ventor e eu, sempre que eles me digam que posso publicar o que me escrevem, assim farei.

Já tenho algumas comunicações de vários amigos, mas vou começar pelo Patinho Feio.

 

Jul,12-240.jpg

 

Para mim ele é muito bonito, mas é ele próprio que se diz o Patinho Feio. Então aqui vai o que diz este nosso amigo, meu e do Ventor! ______________________________________

Olá, Quico!

Eu sou o Patinho Feio da Quinta! Como já deves saber, sabes com certeza, porque o Ventor, já sei, conta-te tudo.

Sou apenas mais um patinho que estabeleceu aqui arraiais. Não me perguntes como vim cá parar, porque isso não sei. Nunca me contaram!

Sei que fiquei lesionado e adoptaram-me neste local muito lindo. Mas olha Quico, diz ao Ventor que gostei muito de o ver por cá. A visita dele foi um bálsamo para nós. Aqueles reguilas do Tomás e da Joana, também foram simpáticos.Pudera! Com o Ventor junto deles não têm tempo para cometer asneiras sobre os bichos, porque aparece cá cada um!

Há miúdos que só nos mandam pedrinhas e tentam dar pontapés ao mesmo tempo que nos dão comer para chamariz e muitas vezes os pais fazem vista grossa porque acham muita piada às asneiras que os filhotes deles praticam. Esses pais são uns autênticos ET’s. Sabes o que são ET’s, não sabes Quico? Se não souberes pergunta ao Ventor que ele sabe tudo, ou quase!

Gostei muito de ter por aqui a visita do Ventor, da Joana e do Tomás, Quico. Porque não apareces por aqui um dia com eles? Pois … desculpa! Eu sei que os gatos de fora aqui não são permitidos, mas aqui também há gatos e ás vezes bem chatos! São chatos quando querem brincar, sabes? E então a mim, apanham-me coxo, nem queiras saber! Sei que nessas alturas se cá estivesses terias que andar sempre às arranhadelas a eles!

Os nossos tutores fazem o que podem. Às vezes, para não arranjarem chatices com os pais dos meninos, vêm o que se passa mas fazem de conta que não vêm nada. O Ventor topou tudo, pergunta-lhe! Depois conto-te mais. Por agora, apenas um aperto de asa deste teu amigo penudo, o Patinho Feio, cá do Maralhal!



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 23:54