Na serra de Sintra, a Lagoa Azul continua a fazer parte das minhas caminhadas. A água da lagoa está esverdeada e já pouco oxigenada. Do meio das algas aparecem peixes tristes neste ano que lhes couve em sorte, a eles e a todos os bichos que com eles partilham os arredores do seu habitat moribundo.

 

Ago,07Lib.jpg

 

 

 

Ago,07Lib1.jpg 

 

Ago,07Lib2.jpg

 

Libelinhas vermelhas, sobre águas esverdeadas Até parece que as libelinhas, vermelhas, azul claro, azul escuro e tira-olhos amarelos e azúis, se queixam das tristezas que os envolvem. O seu mundo definha e os seus ovos, dá a impressão que não vão ter onde se alimentar. Será que para o ano ainda vamos ver verlibelinhas?

 

Ago,07Vespa.jpg 

Uma vespa à procura de uma hospedeira para o seu ovo

Estes são os amigos do Ventor que por ali vão vagueando a tentando continuar a sua caminhada, de ramo em ramo, mais algum tempo.

 



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 12:51