É uma chatice quando os amigos se zangam e mais ainda quando o motivo não tem interesse ou significado. O Ventor fotografou esta zanga entre eu e a minha dona, por causa da embalagem de um remédio para a coluna do Ventor. Vejam então como nos comportamos tão mal!

 

 Out,05-Quico1.jpg

 

Eu peguei na embalagem e a minha dona pediu-ma para levar para o caixote do lixo. Eu disse que não lha dava porque era um remédio do Ventor.

 

Out,05-Quico2.jpg 

 

A minha dona insiste e eu deixei-a ficar para trás e coloquei-me no meio deixando a embalagem protegida. Tentei arranjar uma brincadeira com a minha dona e não com a caixa.

 

Out,05-Quico3.jpg

 

 Ela enfiou-me o barrete e sacou-me a caixa e eu quando ela passou a caixa por cima, de mim, saquei-lha a ela.

 

Out,05-Quico4.jpg 

 

Eu larguei-a das mãos e desafiei-a a ir buscá-la!

 

 

Out,05-Quico5.jpg 

 

 

Ela foi mas eu agarrei-a e segurei-a bem.

 

 Out,05-Quico6.jpg

 

Ela tenta tirar-ma e eu continuo a segurá-la.

 

Out,05-Quico7.jpg 

 

Passei-a para trás de mim e coloquei-a em guarda.

 

Out,05-Quico8.jpg 

 

A minha dona insistiu, eu não gostei da brincadeira e ameacei-a!

 

Out,05-Quico9.jpg 

 

Continuo em guarda e preparei um tom ameaçador. «Escusas de tentar não a levas» - disse eu!

 

Out,05-Quico10.jpg 

 

«Tu és teimosa! Ainda levas uma dentada»!

 

Out,05-Quico11.jpg 

 

«Não te atrevas a ir buscá-la»!

 

Out,05-Quico12.jpg 

 

Juntaram-se dois teimosos. Um quer a embalagem e o outro não a quer dar!

 

Out,05-Quico13.jpg 

 

«Escusas de tentar! E embalagem é do Ventor»!

 

Out,05-Quico14.jpg 

 

«Já estou a perder a paciência»!

 

Out,05-Quico15.JPG 

 

«Garanto-te que não a levas, a não ser que o Ventor deixe»!

 

Out,05-Quico16.jpg 

 

Claro que o Ventor disse-me para guardar a embalagem e eu preparo-me para o fazer afincadamente.

 

Out,05-Quico17.jpg 

 

A minha dona decidiu-se por fazer as pazes comigo. E assim tudo ficou calmo. Eu e ela!

 

Out,05-Quico18.jpg 

 

Acabamos os dois aos beijinhos e abraçados. Mas eu mantive-me guardião da embalagem e venci esta pequena guerra com a melhor dona do mundo! Mas as alegrias são sempre poucas e curtas. Agora, eu e o Ventor, vamos ter de ficar algum tempo sem partilharmos estas brincadeiras com a nossa dona. Que chatice!!!



O Quico também sonhou ao lado do Ventor. A vida solitária e nefasta dos seus amigos que observava do seu Miradouro, foi sempre, a sua grande arrelia


tags:
publicado por Quico, Ventor e Pilantras às 23:01